O Projeto

A exposição à violência tem impactos devastadores para todos, especialmente para as crianças na primeira infância, podendo comprometer o seu desenvolvimento físico, emocional e cognitivo por toda a sua vida. As crianças têm direito de crescer num ambiente saudável e seguro, com relações permeadas pela paz.

Como proteger as crianças numa cidade como o Rio de Janeiro, onde as estatísticas são cada dia mais alarmantes e o reforço diário dos meios de comunicação criam uma narrativa constante da violência? É urgente a abertura de espaços de diálogo e convivência não violenta para a elaboração de soluções coletivas que permitam que as crianças não sejam socializadas num contexto de confronto, por um lado, e de descaso por outro, reproduzindo o ciclo da violência numa espiral da exclusão social. É urgente a construção de outras narrativas, de Narrativas de Paz.

Com base em metodologias desenvolvidas pelo CECIP de manejo de conflitos, o projeto tem como objetivo exercitar a Cultura de Paz com as famílias de crianças que frequentam o Centro Municipal de Saúde Ernani Agrícola – localizado no bairro de Santa Teresa e parceiro estratégico nesta ação – e com profissionais que atendem a esse público. O Projeto traz à tona o debate da primeira infância livre de violências na cidade do Rio de Janeiro, contribuindo para implementação de políticas públicas voltadas ao desenvolvimento integral das crianças pequenas.

Etapas do Narrativas de Paz

Em 2019 iniciamos nossa trajetória em Santa Teresa, com uma proposta piloto alçando voos por diferentes caminhos e públicos, tendo a primeira infância e a cultura de paz como direção. O relato detalhado da experiência do primeiro ano, construída a muitas mãos com todos os parceiros, equipe e participantes, pode ser lido aqui, na nossa publicação. 

Essa primeira experiência nos trouxe muitas descobertas e aprendizados, que nos ajudaram a pensar a nova etapa, que vai de 2020 a 2022. Nossos parceiros no território, todos fundamentais para a realização das atividades, seguem sendo o Centro Municipal de Saúde Ernani Agrícola, o Instituto Trilho e o Instituto Michel Odent. Nessa nova etapa concentramos as atividades em três grupos: gestantes e puérperas do grupo Mães de Santa, educadores de duas creches do bairro e as equipes de Agentes Comunitários de Saúde do CMS Ernani Agrícola. Seguimos nessa caminhada para mais dois anos de trocas com os profissionais e as famílias com crianças na primeira infância. Vamos juntos!

Equipe

EQUIPE CECIP

Diretoria
Presidente Lorenzo Aldé
Vice-Presidente  Cândido Grzybowski
Diretora Tesoureira Eliana Brazil Protasio

Diretoria Executiva
Diretor Executivo  Claudius Ceccon
Diretora Administrativa  Dinah Frotté
Coordenadora de Projetos  Gianne Neves
Coordenadora Pedagógica  Madza Ednir
Coordenador Financeiro  Elcimar Oliveira

Apoio aos Projetos
Administrativo  Marcelo Avance, Néia Oliveira, Sirlene da Silva Alves
Comunicação  Beatriz Cruz e Olívia Lopes

EQUIPE NARRATIVAS DE PAZ

Facilitação
Elisa Brazil
Assistente Social – UFRJ, Especialista em Educação infantil – PUC, facilitadora de Mudanças Educacionais – CECIP, formada em Artes Integradas na Educação e em Literatura Infantil: práticas e mediações de leitura – TEAR. Em 2019 fiz o curso de atualização em Saúde Mental e Atenção Psicossocial na COVID-19 – FIOCRUZ. Atuei na saúde mental – CAPS AD. Desde 2013 faço parte dos projetos do CECIP: Jovens e Seu Potencial Criativo na Resolução de Conflitos, De Mãos Dadas por uma Creche de Qualidade, Criança em Foco – Ação em Creche, Ação Fala Criança – Escuta e participação infantil, Projeto Balaio de Livros – Literatura Infantil.
Estar conectada com a natureza, de pés descalços, me juntar com pessoas e suas sabedorias e causos diversos, sempre de olhos e ouvidos atentos aos seus ensinamentos e compreensão sobre o mundo mais justo e igualitário, é o que me move.

Flávia Fassi Samel
Educadora e Psicóloga – UFRJ com pós-graduação em mediação de conflitos – UERJ. Tenho atuado como facilitadora de grupos na área de cultura de paz desde 2003 incluindo escolas, empresas, igrejas, projetos sociais e o setor público. No CECIP, desde 2010, faço parte em projetos na prevenção da violência contra crianças e adolescentes com foco na promoção da saúde mental e emocional das pessoas.
Sou apaixonada por bicicleta e faço parte do Clube Carioca de Canoagem, quando estou no mar tenho a chance de ver, por um outro ângulo, a cidade e suas montanhas.

Soraia Melo
Jornalista – UniSantos e Mestre em Educação, Cultura e Comunicação em Periferias Urbanas – FEBF UERJ. Mãe da Dora de 2 anos, desde criança a comunicação e a educação me encantam e neste caminho tenho percorrido mais de 35 anos. Desde 2011, tenho atuado no CECIP e ao longo dos anos em diferentes projetos com temas como: Educação para a Paz, Primeira Infância, Articulações políticas e Oficinas de Comunicação em projetos de Arte e Tecnologia como a Kabum.
Professora de comunicação e multimídia na escola ORT, facilitadora em projetos de formação com educadores da Rede Sesi pela Associação Cidade Escola Aprendiz, brincante e umas das responsáveis pela organização e canto do grupo de Maracatu Baques do Pina.

Comunicação Tatiana Martins
Artista visual – UFRGS, mestre em Museologia – UNIRIO/MAST e especialista em Projetos Digitais – IED/Rio. As experiências profissionais às quais tenho me dedicado desde que cheguei ao Rio de Janeiro, em 2006, se dirigem ao campo da educação formal e não formal, à potencialização da criatividade e à ampliação do repertório no fazer que se relaciona com arte e tecnologia.
Pratico yoga desde 2007, gosto do que é simples e prefiro estar em meio à natureza. Desde criança, meu prazer é desenhar.

Coordenação Maria Mostafa
Historiadora – UFF e Mestre em Saúde Coletiva – UERJ. Desde 2011 colaboro com o CECIP em diferentes projetos. Nas áreas de primeira infância e cultura de paz, fui facilitadora e coordenadora do projeto Jovens e seu Potencial Criativo na Resolução de Conflitos, coordenadora da Secretaria Executiva da Rede Nacional Primeira Infância (2016/2017), e facilitadora online do Curso para elaboração dos Planos Municipais pela Primeira Infância.
Gosto de andar e correr na rua, conhecer outras culturas e aprender sobre outras infâncias e outros modos de vida.