Soldado Anônimo

2 de janeiro de 2015

Em 2011 surge o Soldado Anônimo no papel. Em 2012 ganha forma através de uma intervenção no Centro Cultural Oi Futuro Ipanema, com o projeto “Em Busca de Liberdade Poética” formado por jovens estudantes de arte e tecnologia, moradores da cidade do Rio de Janeiro, que visam contribuir para a democratização da informação através de expressões artísticas.

O Soldado é uma mídia formada por indivíduo vestindo paletó, gravata e com uma TV no lugar da cabeça. É um personagem “anônimo” porque não tem rosto, assumindo a personalidade das pessoas com as quais interage e exibindo mensagens audiovisuais diversas. O conteúdo é uma remixagem de imagens previamente selecionadas: campanhas, notícias, peças de dramaturgia, documentários, entrevistas e depoimentos. Além disso, a equipe do projeto produz material inédito a partir de pesquisa e registro das interações do Soldado Anônimo nas comunidades.

Em março de 2013 a Childhood Brasil e a AOK Foundation apresentaram o ‘Edital de Jovens 2013 – Proteção de Crianças e Adolescentes Durante a Copa do Mundo de 2014′, o Soldado Anônimo foi um dos 9 selecionados com o projeto VOZ PARA AS CABEÇAS que tem como objetivo sensibilizar e conscientizar as classes populares, visitantes e turistas sobre os direitos da criança e do adolescente, buscando ampliar o comprometimento da sociedade para garantir que esses direitos sejam cumpridos.

O Soldado Anônimo entrou em ação 6 vezes no período da Copa do Mundo de 2014. As intervenções nas comunidades foram construídas em parceria com organizações que atuam na região, especialmente na área da infância e da adolescência. A interação de jovens e outros moradores com o Soldado Anônimo foi gravada, editada e publicada no site do projeto e nas redes sociais, potencializando o alcance das mensagens e o debate público sobre os temas.

×

Comments are closed.